Home » General » Fatos surpreendentes sobre a Internet

Fatos surpreendentes sobre a Internet

Internet

Desde a sua criação na década de 1960, a internet cresceu a partir de uma experiência militar para um organismo vivo gigantesco cheio de esquisitices e subculturas. Desde o lançamento da World Wide Web, a rede tem visto um crescimento verdadeiramente explosivo em tecnologia, negócios e cultura.

Aqui estão alguns dos fatos bizarros que descrevem a internet e a World Wide Web. Pegue uma caneca de Cerveja e junte-se a nós para algumas curiosidades realmente incríveis abaixo!

A Internet requer aproximadamente 50 milhões de cavalos de potência em eletricidade

Sim. Com uma estimativa de 8,7 bilhões de dispositivos eletrônicos conectados à Internet, a eletricidade necessária para funcionar o sistema por mesmo um dia é muito substancial. De acordo com Russell Seitz e o cálculo de Michael Stevens, 50 milhões de cavalos de potência de freio de energia elétrica é necessária para manter a internet funcionando em seu estado atual.

São precisos 2 biliões de electrões para produzir uma única mensagem de E-mail.

De acordo com os cálculos de Michael Stevens e Vsauce, uma mensagem de e-mail de 50 kilobyte usa a pegada de 8 bilhões de elétrons. O número parece gigantesco, Sim, mas com electrões que pesam quase nada, 8 biliões deles pesam menos de um quadrilionésimo de onça.

Dos 7 bilhões de pessoas no Planeta Terra, mais de 2,4 bilhões utilizam a Internet

Embora a maioria destes cálculos não possa ser confirmada com precisão, há alta confiança entre a maioria das estatísticas da internet que mais de 2 bilhões de pessoas usam a internet e a web como uma questão de hábito semanal.

A Internet pesa tanto quanto um morango

Russel Seitz é um físico que tem alguns números muito precisos. Com algumas suposições de Física Atômica, os bilhões e bilhões de elétrons em movimento de dados na internet somam aproximadamente 50 gramas. Isso são 2 onças, o peso de um morango.

Mais de 8,7 bilhões de máquinas estão atualmente conectadas à Internet

Smartphones, tablets, desktops, servidores, roteadores sem fio e hotspots, carros GPS unidades, Relógios de pulso, refrigeradores e até mesmo máquinas soda pop: a Internet é composta por bilhões de aparelhos. Espere que isso cresça para 40 bilhões de aparelhos até 2020.

A cada 60 segundos, 72 horas de vídeo no YouTube são carregadas

…e dessas 72 horas, a maioria dos vídeos são sobre gatos, movimentos de dança Harlem Shake, e coisas inanas em que ninguém está interessado. Gostando ou não, as pessoas adoram compartilhar seus vídeos amadores na esperança de que ele vai se tornar viral e alcançar um pouco de celebridade-dom.

Os electrões movem-se apenas algumas dezenas de metros antes de parar na rede.

Sim, um elétron não viaja muito longe através dos fios e transístores de nossos computadores; eles se movem talvez uma dúzia de metros entre máquinas, e então sua energia e sinal são consumidos pelo próximo dispositivo na rede. Cada dispositivo, por sua vez, transfere o sinal para o conjunto adjacente de elétrons e o ciclo repete-se novamente para baixo da cadeia. Tudo isto acontece dentro de fracções de segundos.

Os 5 milhões de Terabytes da Internet pesam menos de um grão de areia.

Pesando ainda menos do que toda a eletricidade móvel, o peso do armazenamento de dados estáticos da internet (“data-at-rest”) é anormalmente pequeno. Quando se tira a massa dos discos rígidos e transístores, confunde-se a mente que 5 milhões de TB de dados compreendem menos massa do que um grão de areia.

Mais de 78% dos norte-americanos utilizam a Internet

Os EUA e a língua inglesa foram as influências originais que geraram a Internet e a World Wide Web. Faz sentido que a grande maioria dos americanos dependem da web como uma parte diária da vida.

Fonte: http://www.kingolabs.com.br