Home » General » A importância da história cristã

A importância da história cristã

Bíblia história

História cristã. Alguns de vocês já podem estar tentados a parar de ler. A história, afinal de contas, é um assunto que se pode sentir distante, aborrecido, irrelevante.

Mas estou convencido que te devias preocupar com a história da Igreja. Na verdade, acho que é essencial. E para o teu bem.

O cristianismo é uma fé ancorada na história. Não ensinamos um conjunto de princípios abstratos ou ideias filosóficas; ensinamos a verdade de um evento histórico. Como o Francis Schaeffer gostava de dizer, se lá estivesses há 2000 anos, podias ter posto a mão pela cruz e ficado com uma lasca.

Quão tolo seria para nós concluir, ” bem, eu acredito que Jesus viveu, morreu e ressuscitou em tempo histórico, e que sem esses eventos históricos eu estaria perdido para sempre, mas eu realmente não me importo com a história.”

Além disso, se você é cristão, então a história da Igreja é a sua história familiar. Pensa nisso. Estudar a história da Igreja é como abrir um álbum de fotos e explorar a sua herança familiar.

Mas a história cristã não é apenas significativa; é intensamente prática, também. Aqui estão sete maneiras que estudá-lo nos beneficia.

Instrui

Primeiro, a história cristã nos instrui, substituindo nossa ignorância pela verdade. “Não saber nada do que aconteceu antes de você nascer”, advertiu o antigo filósofo Cícero, ” é permanecer uma criança para sempre.”Aprender história amadurece—nos enraizando-nos na realidade-no que realmente aconteceu ao contrário do que supomos que deve ter acontecido ou desejo tinha acontecido.

A Igreja Cristã tem um passado glorioso, mas manchado. Assim como o registro bíblico do povo de Deus é um saco misto—grandes feitos de fé misturados com grandes quedas no pecado—assim é a história das pessoas que fizeram a igreja através dos tempos.

É Emocionante.

Em segundo lugar, a história cristã é emocionante. Sim, às vezes pode parecer aborrecido. E sem dúvida que pode ser ensinado com borbulhas. Quando bem ensinado, porém, envolve a emoção da descoberta-e isso é emocionante. Podes conhecer pessoas que nunca viste e visitar sítios onde nunca foste e nunca podes ir, já que já não existem.

Explorar a sua herança espiritual pode ser uma aventura emocionante.

Dá Perspectiva.

Em terceiro lugar, a história cristã oferece perspectiva, libertando-nos das perspectivas estreitas e das exigências esmagadoras do urgente.

Um historiador observou apropriadamente que a história “deve ser o nosso libertador não só da influência indevida de outros tempos, mas da influência indevida de nossos próprios—da tirania do meio ambiente e das pressões do ar que respiramos.”Um foco excessivo no presente leva à miopia histórica e espiritual. Precisamos da história cristã para expandir nossos horizontes.

Além disso, pode ser fácil pensar que havia alguma Idade Dourada do conhecimento doutrinal e da vida cristã há muito tempo, para a qual devemos voltar. Mas isto é uma ilusão. Nenhuma era conheceu um nível de pensamento e prática cristã que não clamasse pelo retorno do Rei.

Ilumina

Quarto, a história cristã ilumina. Ela lança luz sobre as tendências e circunstâncias presentes, assim indo um longo caminho para explicar por que as coisas são como são hoje.

Os desafios que enfrentamos como cristãos raramente são únicos ao nosso tempo. Por exemplo, se você já falou com um Mórmon você pode saber que eles negam a divindade de Cristo. Ele não é o Deus Criador, dizem eles, mas um Deus criado – a criatura mais alta, até. Mas este argumento existe desde pelo menos o terceiro século, e um livro como Atanásio sobre a encarnação—escrito em resposta a esta questão—pode iluminar-nos sobre como responder aos nossos amigos mórmons.

O pense que havia alguma Idade Dourada do conhecimento doutrinal e da vida cristã há muito tempo para que nós devemos retornar. Mas isto é uma ilusão. Nenhuma era conheceu um nível de pensamento e prática cristã que não clamasse pelo retorno do Rei.

Fonte: https://definicao.net/biblia/